quarta-feira, 11 de maio de 2016

A CAUSA DOS GRANDES TERREMOTOS

Fenômeno relacionado com erupções vulcânicas potencializa tremores de até 7 pontos de magnitude, defendem geólogos
 Marcos Candido EDITADO POR Camila Almeida ATUALIZADO EM 11/02/2016

O mistério da intensidade dos grandes terremotos, que põem cidades inteiras abaixo, pode ter sido revelado. Um evento geológico foi identificado como uma das possíveis causas para grandes terremotos em regiões vulcânicas e de entroncamento de placas tectônicas - é o dique. Em países como o Havaí, Islândia e regiões da África, um dique consegue provocar abalos de seis a sete pontos de magnitude na escala Richter.
O dique (ou diking, em inglês) acontece quando placas se afastam um pouco e o magma da Terra ocupa esse espaço, criando uma coluna vertical de magma que gera tensão entre rochas e potencializa um terremoto de grandes proporções.
Para chegar a essa análise, cientistas da Universidade Estadual da Pensilvânia investigaram dois desastres naturais ocorridos na República Democrática do Congo, em 2002. No dia 17 de janeiro daquele ano, o vulcão Monte Nyiragongo matou mais de 100 pessoas após uma erupção. Oito meses depois do evento, um terremoto de magnitude 6.2 registrado na cidade de Kahele, a 19 quilômetros do vulcão, também foi estudado pelos geólogos. Com os dados em mãos, os pesquisadores verificaram o estado do solo, antes e depois de cada catástrofe, na tentativa de descobrir a coincidência entre os dois terem acontecidos na mesma região.
Ao fim da análise, foi descoberto que a erupção havia criado mudanças na placa tectônica em que o país está localizado - gerando um dique que impulsionou o terremoto que matou dezenas de pessoas à época. A hipótese é de que o dique (causado pela erupção) empurrou pedras umas contra as outras, acumulando uma tensão que, a um mínimo choque das placas tectônicas, ocasionou a um terremoto ainda mais potente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário