quarta-feira, 26 de março de 2014

COLINAS DE GOLÃ

Anteriormente conhecidas pelo nome de colinas Sírias, as colinas de Golã (ou montes Golã) estão na região do Levante, que é uma grande faixa de terra localizada no Oriente Médio, fica na parte sul dos Montes Tauro, territorialmente limitada a leste pela Mesopotâmia e pelo Deserto da Arábia Setentrional; e ao oeste pelo mar Mediterrâneo.
colinas de golãO território das colinas de Golã tem sua configuração alterada de acordo com o tipo de desígnio: geopolítico ou biogeográfico/geológico. Se vistas como região do ponto de vista da geopolítica, as colinas de Golã são consideradas a região dominada pelos israelenses na Guerra dos Seis Dias contra a Síria, tendo sido anexada pelo governo de Israel a partir do ano de 1981. Esta área apresenta 2/3 da parte ocidental geológica, sendo que ainda contempla um trecho do monte Hérmon. Desde o ano de 1967, a região das colinas de Golã tem sido ocupada e administradas pelo governo israelense, mas é reconhecida em escala internacional como um território da Síria. Depois do fim da guerra entre Síria e Israel, a Purple Line (em português, Linha Roxa), passou a ser o limite entre as duas nações.
 Do ponto de vista biogeográfico e geológico, os montes Golã apresentam características de um planalto basáltico, com definição de fronteiras a partir do uádi Raqqad,  ao leste, do já citado monte Hérmon, ao norte, do vale de Hula e do mar da Galileia, ao oeste e do rio Yarmouk, ao sul. Israel ocupa 2/3 da região ocidental, sendo que o restante, ao oriente, está sob controle sírio.
 A ocupação das colinas de Golã remete ao Paleolítico Superior. Segundo a Bíblia, os hebreus conquistaram uma região amorita localizada em Basã em meio ao reinado de Ogue. Os montes Golã, no período em que se passa o Antigo Testamento, eram considerados como o principal foco da disputa de poder travada pelos reis arameus (localizados próximos ao território atual de Damasco, capital da Síria) e os imperadores de Israel.
 A partir do século II a.C., os itureanos dominaram a área das colinas de Golã, tendo ficado na região até o fim do período bizantino. Ao final de 636 d.C., após os montes terem sido conquistados por povos árabes liderados por Ibn Al-Khattab, a região foi tomada por instalações judaicas. Já no século XVI, o território foi tomado pelo Império Otomano, tornado-se pertencente ao Vilaiete de Damasco. Essa configuração durou até 1918, quando a área passou a ser controlada pela França. Em 1946, as colinas de Golã integraram-se à República Árabe Síria, território que havia se tornado independente naquela época.

 Felipe Araújo

Um comentário:

  1. Parabéns pela página, professor. Estou fazendo um estudo sobre a profecia bíblica do ataque iminente dos árabes e a Russia contra Israel, em Ezequiel 38 e 39. Sua página me foi útil pela localização geográfica das Colinas de Golã. Só não encontrei aqui a principal atividade econômica do local. Abraço.

    ResponderExcluir