sexta-feira, 8 de novembro de 2013

TORNADOS

Um tornado é um grande redemoinho de vento formado por tempestades. Sua intensidade pode variar de 0 a 5 de acordo com a escala Fujita, criada por Tetsuya Thedore Fujita (1920-1998), meteorologista especialista em tornados.
 Segundo a escala Fujita, os tornados se dividem em seis categorias de acordo com seu poder destrutivo e a velocidade dos ventos:
 - F0, com ventos de 64 km/h a 116 km/h. O F0 pode causar danos leves como postes de sinalização, semáforos e arrancar árvores de raízes rasas;
 - F1 possui ventos de 117 a 180 km/h e já podem fazer um carro capotar, ou arrancar casas móveis dos lugares;
 - F2, com ventos de 181 a 253 km/h, já arranca facilmente as árvores da terra, telhados inteiros e qualquer objeto que não esteja bem fixo;
 - F3, com ventos de 254 a 332 km/h, já consegue causar danos sérios como descarrilar trens, arrancar paredes e arrancar qualquer árvore do solo;
 - F4, com ventos de 333 a 419 km/h, consegue arrancar casas inteiras do lugar e até levantar carros grandes;
 - F5, o mais letal, com ventos de 420 a 511 km/h ele arremessa carros pelo ar como se fossem de brinquedo, casas inteiras e até prédios são destruídos, danificando até estruturas de concreto reforçadas com aço.
 Nos EUA, os tornados matam, em média, 70 pessoas por ano. Sendo que a pior média já registrada foi em 1974 quando 307 pessoas morreram vítimas de 148 tornados. Mas, o pior deles ocorreu em 1925 quando um único tornado matou mais de 689 pessoas e nem era um F5. Felizmente, os F5 não são tão comuns, embora costumem ocorrer com uma freqüência de 1 tornado F5 a cada ano e meio nos EUA.
 Os tornados se formam a partir de uma mudança na direção e velocidade do vento, conhecida como “cisalhamento”. Essa mudança na direção e o aumento da velocidade do vento com a altura acabam criando uma rotação horizontal, o redemoinho. O ar ascendente entre na tempestade inclinada e o ar em rotação da posição horizontal muda para a posição vertical criando uma área de rotação que é igual a quase toda a área da tempestade.
 Alguns tornados se originam das chamadas “supercélulas”, nuvens de tempestades enormes que se movimentam em círculos e são responsáveis pelo piores tornados da história.
 A diferença entre tornado e furacão é que o primeiro ocorre somente na terra (são mais freqüentes no meio-oeste dos EUA e na Austrália) enquanto que o furacão sempre surge no mar, embora possa se estender para a terra caso haja condições de umidade propícias (chuva, por exemplo).
Caroline Faria

Nenhum comentário:

Postar um comentário