segunda-feira, 11 de novembro de 2013

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Automação é uma palavra utilizada para se referir ao controle automático, ou seja, ações que não dependem da intervenção humana. No setor da indústria, a ideia de automação vem sendo constantemente utilizada desde o início, aplicada principalmente na melhora da produtividade e qualidade de processos tidos como repetitivos, estando presente no dia-a-dia das empresas para apoiar conceitos de produção tais como os sistemas flexíveis de manufatura. A automação industrial pode ser dividida em três classes sob o ponto de vista produtivo: a rígida, a flexível e a programável, que são aplicadas respectivamente a grandes, médios e pequenos lotes de fabricação.
O fenômeno da automação está ligado à mecanização, e remonta a cerca de 3500 e 3200 a.C., época em que o ser humano começou a utilizar a roda. Desde então, o objetivo é basicamente o mesmo, o de simplificar o trabalho do homem, de forma a substituir o esforço braçal por outros meios e mecanismos, proporcionando deste modo um maior tempo livre para a dedicação a outras matérias, valorizando o tempo útil para as atividades do intelecto, das artes, lazer ou simplesmente entretenimento.
 É a partir da Revolução Industrial, no século XVIII, que o ser humano tornou-se definitivamente familiarizado com o conceito de automação, que continua ainda hoje a ter um papel predominante em tal campo, seja positivo, como a possibilidade de manter uma produção rápida e eficaz de um bem, mas ao mesmo tempo apresenta um conhecido revés para a maior parte dos trabalhadores do setor, pois é um dos principais fatores responsáveis pelo desemprego. Prova disso é a existência do inciso XXVII no artigo sétimo da constituição brasileira que se preocupou com esse constante problema do corte de empregos na indústria, comum tanto em território nacional como no resto do mundo.
 É possível afirmar que a automação foi um fator importante no progresso industrial, e que ao mesmo tempo, tal progresso transformou de certa forma o conceito. Hoje em dia, a automação industrial pode ser entendida como uma tecnologia que integra três áreas: a eletrônica responsável pelo hardware, a mecânica na forma de dispositivos mecânicos (atuadores) e a informática ligada ao software, responsável pelo controle de todo o sistema. Assim, a automação presente nas indústrias de hoje necessitam de um grande conjunto de conhecimentos. exigindo uma formação ampla e diversificada de seus projetistas, ou ainda um trabalho de equipe bem coordenado com perfis interdisciplinares. Os custos são suportados somente por grandes empresas, cujos grandes projetos envolvem um enorme grupo de profissionais.
Emerson Santiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário