terça-feira, 22 de outubro de 2013

CIDADES MUNDIAIS

O termo “cidades mundiais ou globais” surgiu nos anos 80, com uma idéia de internacionalização de algumas cidades no mundo, não tem nada a ver com densidade demográfica.
 A expressão se refere ao grau de importância que essas cidades ocupam no cenário mundial, o destaque advém de sua importância econômica e política.
Econômica por que as cidades mundiais abrigam sedes de gigantescos impérios industriais e comerciais, as principais bolsas de valores, os grandes centros de difusão de informação, as melhores universidades do mundo, entre outros segmentos importantes e Político por ser sede das principais instituições internacionais financeiras, como o FMI, BIRD, BID, OMC, e também organizações como a ONU, então, isso significa que essas cidades representam o palco das decisões mundiais.
 Existem várias cidades que se inseriram nesses grupos, a grande maioria está nos países desenvolvidos, podemos destacar Nova Iorque, Tóquio, Frankfurt e Londres como importantes centros de decisões político-econômicos.
 As cidades mundiais já não possuem em sua malha urbana as chaminés das indústrias, e não estão voltadas à produção física, as fábricas estão em outras de menor importância “política”.
Nas importantes cidades estão localizadas as sedes e a diretoria das grandes empresas, essas tomam decisões no âmbito mundial, nelas estão presentes centros de produção de tecnologias, como criação de softwares, de novos modelos de carros e aviões.
 As cidades mundiais estão classificadas em importância internacional e cidades de importância regional, que tem certa importância em seu continente.
Eduardo Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário