segunda-feira, 15 de julho de 2013

VOYAGER NO ESPAÇO INTERESTRELAR

No dia 3 de dezembro de 2012, cientistas da Nasa anunciaram que a sonda Voyager estava iniciando o seu processo de saída do Sistema Solar, iniciando sua entrada no espaço interestelar. Lançada em 1977, a Voyager 1 viaja pelo espaço colhendo informações do sistema solar e do universo, se tornou no objeto feito pelo homem mais distante da Terra e está a mais de 18 bilhões de quilômetros do Sol.
 As pesquisas indicam que a Voyager está próxima de sair do sistema solar pelo fato dos ventos solares, na região onde está localizada a sonda, estarem desacelerando com muita rapidez, gerando turbulências, por outro lado, ainda foi detectada a influência do Sol.
 A Voyager faz parte do programa norte-americano da Nasa que lançou as duas missões Voyager 1 e Voyager 2. O objetivo do programa era estudar os planetas Júpiter e Saturno, incluindo suas luas. Depois, os pesquisadores incluíram explorações nos planetas Urano e Netuno. A Voyager também passou por Plutão.
 No ano de 1990, a missão completou todos os seus objetivos no sistema solar, iniciando uma nova Missão Interestelar.
 As sondas Voyager possuem sistemas mantidos por pequenos geradores nucleares, com previsão de funcionarem no espaço até 2020. No dia 5 de dezembro de 2012, a Nasa comemorou os 35 anos de lançamento da sonda Voyager 1, com a previsão de alcançar em pouco tempo os limites do sistema solar. Os dados foram confirmados pela revista “Nature”.
 A “Heliosheath" registra menor intensidade dos ventos solares , indicada como uma espécie de “bolha" ao redor do Sistema Solar, onde há partículas de alta energia emitida pelo Sol. Essa bolha protege os planetas de radiação proveniente de outras regiões do espaço.
 A sonda Voyager 1 foi lançada no dia 5 de setembro de 1977, dezesseis dias depois do lançamento de sua similar Voyager 2. A Voyager 1 já percorreu uma distância de 18 bilhões de quilômetros, e a Voyager 14,8 bilhões de quilômetros.
Fernando Rebouças

Nenhum comentário:

Postar um comentário