quinta-feira, 7 de março de 2013

A IMPORTÂNCIA E A CLASSIFICAÇÃO DAS INDÚSTRIAS

Indústria, segundo o dicionário de economia do século XXI é um conjunto de atividades produtivas que se caracterizam pela transformação da matéria-prima em um produto acabado. Existem indústrias de diversos tipos e com diferentes estágios de desenvolvimento tecnológico. Algumas utilizam tecnologia de ponta e atendem o mercado mundial, enquanto outras usam técnicas tradicionais e atendem apenas o marcado local, mas todas elas impulsionam a economia e dinamizam as atividades agrícolas e o setor de serviços do país onde estão instaladas.
                                             A atividade industrial é muito importante nas economias dos países desenvolvidos e de muitos países em desenvolvimento, especialmente dos emergentes. A atividade industrial dinamiza a atividade agrícola, o comércio e os serviços. A agricultura moderna utiliza ferramentas, sementes selecionadas, adubos, máquinas e diversos outros insumos que são produzidos industrialmente. As diversas lojas existentes nas cidades não teriam mercadorias para vender caso não existisse a indústria de bens de consumo. O mesmo se dá com as atividades de prestação de serviços. Não existiria a manutenção de diversos aparelhos, fornecimento de energia elétrica, água, as telecomunicações, os transportes, entre outros, não fosse às indústrias de bens de capital produzir os equipamentos necessários para esses serviços essenciais funcionarem. Sem contar que para uma indústria funcionar são necessários serviços de administração, limpeza, transporte, manutenção, alimentação, segurança, etc.; ou seja, a atividade industrial gera muitos empregos no setor de serviços. Esses exemplos mostram que a indústria é um setor fundamental na economia de diversos países e está fortemente inter-relacionada com os outros setores da economia.
                                             A crescente automação, especialmente nos países desenvolvidos tem reduzido relativamente o numero de pessoas empregadas nas indústrias. Hoje nos países industriais mais avançados a maioria dos trabalhadores está empregada no setor de serviços. Quanto mais avançada uma economia, menos trabalhadores são empregados na indústria e mais nos serviços.

Classificação das Indústrias
                                             As indústrias constumam ser classificadas de acordo com vários critérios. Entre eles, os mais comuns são quanto ao tipo de tecnologia empregada e a  finalidade da produção.
                                             De acordo com o tipo de tecnologia empregada no processo de produção, as indústrias podem ser classificadas como indústrias tradicionais, que são geralmente as mais antigas e caracterizam-se por maior uso da mão-de-obra e baixo índice de automatização e investimentos em ciência e tecnologia; as indústrias modernas tem maior quantidade de capital investido e seus métodos de produção fazem o uso intensivo de máquinas modernas, utilizam um numero menor de trabalhadores e a mão-de-obra costuma ser bastante qualificada; as indústrias de ponta, também conhecidas com indústrias de alta tecnologia, caracterizam-se por vultosos investimentos em ciências e tecnologia, uso de mão-de-obra altamente qualificada, alto índice de automatização e de uso de recursos tecnológicos.
                                          Segundo o critério de finalidade, as indústrias são classificadas em indústrias de beneficiamento, que são aquelas que preparam a matéria-prima para a sua utilização; indústria extrativa, é o caso das mineradoras por exemplo; construção civil e indústrias de transformação. Essa última é a mais importante e numerosa. Considerando o bem produzido, as indústrias de transformação são divididas em três categorias. Indústria de bens intermediários são aquelas que fabricam produtos semiacabados utilizados como matérias-primas por outros setores industriais; também chamada de indústria pesada por transformarem grande quantidade de matéria-prima, tendem a se localizar perto dos recursos naturais, ou de portos e ferrovias; são alguns exemplos à siderurgia, petroquímica, celulose e cimento. As indústrias de bens de capital são responsáveis por fabricarem equipamentos que serão utilizados por outras indústrias, tendem a se localizar próximas de indústrias consumidoras de seus produtos. As indústrias de bens de consumo, também chamadas de indústrias leves, são as mais dispersas espacialmente, estando localizadas em centros industriais de grande, médio e pequeno porte; é esse tipo de indústrias aquelas que fabricam bens duráveis como móveis, automóveis, eletroeletrônicos e bens não duráveis como vestuário, calçados, alimentos, remédios, etc.(Adaptado de Eustáquio de Sene e João Carlos Moreira. Espaço geográfico e globalização, p.122-127).

Um comentário: