sexta-feira, 1 de março de 2013

O ESTADO E A PRODUÇÃO DO ESPAÇO

O Estado é o grande “produtor” do espaço geográfico na sociedade moderna. O Estado é o conjunto das instituições que formam a organização politico administrativa de um povo ou nação: o governo, as forças armadas, a polícia, os tribunais, as escolas, os hospitais públicos, etc.
                O governo é a cúpula administrativa que controla o Estado. Apesar de exercer o poder sobre o Estado, o governo é somente uma parte do Estado.
                Cada Estado corresponde geralmente a um povo ou nação: o Estado italiano, o Estado mexicano, o Estado brasileiro. Daí, deles serem chamados de Estados-Nações. Contudo existem exceções. Existem Estados binacionais ou multinacionais, isto é, Estados que englobam dois povos culturalmente diversos. O Canadá, por exemplo, é constituído de população de origem francesa e outra de origem inglesa.
                Existem ainda, povos que não constituem Estado como os bascos, os tibetanos, curdos, palestinos, entre outros. Esses povos ocupam áreas controladas por Estados diferentes de sua cultura e costumes e lutam por sua autonomia, ou seja, o desejo de se constituir como uma Estado-nação com governo próprio, leis e instituições próprias.
                O Estado engloba todas as funções que não são privadas e sim públicas ou coletivas. Nesse sentido a principal função do Estado é servir a sociedade. Ele existe para aplicar a lei e a ordem, para defender o território de ameaças externas e para organizar serviços básicos a sua população: educação, saúde, segurança, etc. Para garantir a execução desses serviços, o Estado cobra impostos da população, que são arrecadados e administrados pelos governos. O governo é o representante do Estado, que representa a nação nas relações exteriores que podem ser diplomáticas, culturais, comerciais, militares, etc. o Estado, portanto, é que faz a geopolítica, representando a sociedade nacional nas relações internacionais.
                Como o Estado representa o poder público de uma sociedade, praticamente todas as grandes obras, aquelas que ocasionam as maiores modificações nas paisagens, como construções de rodovias, projetos de urbanização e infraestrutura são gerenciadas pelo Estado, que pode delegar a iniciativa privada a execução dessas obras.
                Ao longo do tempo o Estado se modificou, se tornando cada vez mais importante e aumentando o seu controle sobre a sociedade. Ideologicamente existem vários tipos de Estados que permitem maior ou menor participação da sociedade. Atualmente, o Estado democrático de direito é o mais comum deles. Este tipo de Estado está baseado numa Constituição (conjunto de leis que regem a vida da sociedade) e os seus cidadãos podem eleger os seus representantes no governo, ou seja, aqueles que vão controlar o Estado. (Adaptado de José William Vesentini. Geografia: o mundo em transição. Volume 1, p.137-143).

2 comentários: