segunda-feira, 16 de abril de 2012

RIO AMARELO HUANG HE

O Rio Amarelo, também conhecido como Huang He ou Huang Ho, é o segundo mais longo rio da China e o 6º maior rio do mundo, medindo 5.464 km, e tem uma bacia de 752.000 km².
É de grande importância para a economia chinesa pois o seu vale tem terras férteis, bons pastos e importantes jazidas minerais.
Foi nesse rio que a civilização chinesa começou.
Seu nome deve-se à grande quantidade de materiais em suspensão que arrastam suas turbulentas águas, lodos e partículas de areia muito fina,que lhe dão sua cor característico.

O Rio Amarelo recebe no verão um grande volume de águas originadas do degelo nas montanhas no oeste da China, e isso causava grandes inundações períódicas em toda a bacia. O loesse trazido pelo rio sedimenta-se, causando seu assoreamento, agravando as enchentes. No início do estabelecimento humano, as enchentes repentinas causavam tantas mortes que os chineses ainda apelidam o Rio Amarelo de "Rio das Lamentações". Por causa destas eventualidades, os chineses demoraram séculos para ocupar de forma permanente a grande e fértil planície central da bacia do Rio Amarelo.
O controle das inundações surgiu em algum momento por volta de 2.200 a.C., quando um extenso sistema de diques, canais de escoamento e reservatórios foi construído, contendo o excesso de água proveniente do degelo e possibilitando o cultivo permanente da planície central.
A construção destes sistemas data de antes dos registros escritos, e por isso sua documentação posterior é cercada de lendas. Uma delas a atribui a um imperador lendário, Yü o Grande, que teria coordenado a construção dos diques e terminado com uma inundação que teria durado 13 anos. Após tal feito, ele teria sido alçado ao status de divindade. A lenda perpetrou-se na cultura chinesa posterior, e há um provérbio local que diz: "Não somos peixes graças a Yü".
Fonte: Wikipédia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário