segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

MAR DE AZOV

O mar menos profundo do mundo, o Azov, apresenta, não obstante, extraordinária riqueza biológica, graças à grande quantidade de substâncias nutritivas trazidas por seus afluentes.
O mar de Azov se situa no continente asiático, entre a Ucrânia meridional, a Criméia e o vale do rio Kuban, ao norte do mar Negro, com o qual se comunica pelo estreito de Kerch. Grande parte de seus 38.000km2 de superfície está sobre a plataforma continental, o que explica sua pequena profundidade, que em alguns pontos é inferior a quatro metros e nunca supera 14m. O volume de suas águas varia de acordo com as contribuições sazonais dos afluentes. Durante o inverno, alguns trechos de seu litoral ficam bloqueados pelo gelo.
A salinidade do mar de Azov é muito baixa, o que se explica pelo grande volume de água doce que recebe. Além do Volga, que se tornou seu tributário ao longo de um canal que o une ao Don, os principais rios que deságuam nele são o próprio Don e o Kuban.
O mar de Azov é circundado por um litoral baixo e pantanoso, originado em um processo de intenso aluvionamento (sedimentação de materiais fluviais). Em sua fauna destaca-se o esturjão, espécie muito apreciada, de cujas ovas se obtém o caviar.
Fonte: Enciclopédia Barsa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário