quinta-feira, 18 de agosto de 2011

MONTANHAS ROCHOSAS

Com vastos territórios que se mantêm praticamente inalterados pela ocupação humana, o sistema montanhoso das Rochosas abriga importantes recursos naturais dos Estados Unidos e do Canadá, além de constituir uma das mais famosas atrações turísticas do continente.
As montanhas Rochosas (Rocky Mountains) representam a parte mais extensa do grande conjunto montanhoso que ocupa a porção oeste da América do Norte. O sistema estende-se por cerca de 4.800km na direção noroeste-sudeste, do Canadá aos Estados Unidos, até quase a fronteira mexicana. Varia entre 112km e mais de 600km de largura e seus picos ultrapassam freqüentemente os quatro mil metros de altitude. Seu ponto culminante é o monte Elbert, no Colorado, com 4.399m. Alguns dos maiores rios americanos, como o Missouri, Rio Grande, Colúmbia e Colorado, originam-se nas Rochosas.
No Canadá, as montanhas são formadas por dobramentos de morfologia muito variada. Os trinta picos mais altos ultrapassam os três mil metros de altitude e o ponto culminante é o Robson, com 3.954m. Cinco dos parques nacionais do Canadá localizam-se nas Rochosas.
Em território americano, distinguem-se três regiões principais: norte, centro e sul. As Rochosas do norte são mais complexas do ponto de vista geológico e apresentam constituição muito semelhante às canadenses. Raramente ultrapassam os três mil metros de altura e seguem, predominantemente, a direção norte-sul. Apesar da pequena altitude em relação às montanhas do Colorado, o alto índice de precipitações e a latitude favorecem a glaciação.
Na região central, que cobre o centro-oeste do Wyoming, falhas de compressão e vulcanismo produziram belíssimas paisagens a oeste, algumas delas incluídas nos parques nacionais de Grande Teton e Yellowstone. A depressão de Wyoming representa uma interrupção da cadeia, por estar aberta às grandes pradarias, pelo nordeste, e aos planaltos do Colorado, pelo sudoeste.
A porção sul das Rochosas americanas, a sudeste de Wyoming, é composta de várias cadeias de direção predominante norte-sul. No Novo México e ao longo dos flancos ocidentais da cadeia do Colorado, o vulcanismo e as deformações de rochas sedimentares coloridas deram origem a pitorescas paisagens, mas as características cadeias do Colorado central e do sul do Wyoming destacam-se pelo aspecto austero.
Clima, fauna e flora. O norte das Rochosas recebe três vezes mais chuvas do que o sul, onde o clima se torna mais quente. A continentalidade e as grandes altitudes, no entanto, neutralizam no sul as vantagens da latitude. Duas zonas verticais prevalecem em todo o sistema. A mais baixa, entre 2.500 e 3.000m, apresenta clima temperado, com invernos frios e verões relativamente suaves. A mais alta é a tundra alpina, com invernos severos e verões curtos. O suprimento de água é quase sempre insuficiente e o Novo México e o Arizona são os estados mais afetados pela escassez. No sul, há tendência à aridez. A flora inclui faias, abetos, zimbros, pinheiros e vegetação herbácea alpina. Habitam na região ursos, alces, cabras montesas, ovelhas e pumas.
População e expedições exploradoras. A ocupação humana das Rochosas data do período entre 10000 a.C. e 8000 a.C. Atualmente, os povos indígenas incluem os navajos, hopis e cheyennes. Os europeus chegaram pelo sudoeste no século XVI. No século XVIII, missionários espanhóis estabeleceram-se no Novo México. No início do século XIX, vários exploradores abriram caminhos em direção ao Pacífico, a partir do vale do rio Missouri, e entraram em contato -- e freqüentemente em conflito -- com praticamente todas as comunidades indígenas das montanhas.
Economia. A próspera indústria turística é sustentada por viajantes e desportistas, que visitam as Rochosas durante todo o ano. A região é uma das mais ricas do mundo em recursos minerais, com destaque para as jazidas de cobre, ferro, ouro, prata, chumbo, zinco, molibdênio, berílio e urânio. Há também grandes reservas de substâncias não-metálicas, como fosfatos, potassa e gipsita, além de petróleo e gás natural. As jazidas de carvão estão entre as maiores do planeta. São também importantes as reservas de xisto betuminoso, a extração de madeira e a atividade das fazendas.
Fonte: Enciclopédia Barsa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário