quarta-feira, 1 de junho de 2011

GEOGRAFIA DA EUROPA

Berço e fonte da cultura ocidental, a Europa foi por séculos o centro político e econômico do planeta e mantém até hoje uma importância fundamental. Seu nome procede da mitologia grega: Europa era a filha de um rei fenício. Atraído por sua beleza, Zeus metamorfoseou-se em touro e levou-a consigo para Creta.
Com superfície de 10.600.000km2, a Europa forma com a Ásia um conjunto de terras contínuas conhecido como Eurásia. Os limites entre a Europa e a Ásia não são claros, mas fatores históricos, étnicos e culturais conferem à Europa uma individualidade bem definida.
Situado no hemisfério norte, o continente europeu ocupa uma posição geográfica privilegiada, pois todas as suas terras ficam na zona temperada, e por isso são mais habitáveis. Em latitude, estende-se desde 71o N, no cabo Norte (Noruega) até 36o S, no cabo Tarifa (Espanha); em longitude, de 65o E, no rio Kara (Rússia), a 9o O, na ponta da Roca (Portugal).
A Europa limita-se ao norte com o oceano glacial Ártico, ao sul com o mar Mediterrâneo, a oeste com o oceano Atlântico e a leste com a Ásia, pela cadeia dos Urais, a margem norte do mar Cáspio, a cordilheira do Cáucaso, os mares de Azov e Negro, os estreitos dos Dardanelos e do Bósforo e as ilhas gregas do mar Egeu. Embora esses limites geográficos excluam a maior parte da Turquia, que, além disso, tem uma cultura islâmica diferente da que predomina na Europa, é comum esse país ser, em sua totalidade, enquadrado no continente europeu.
O mapa da Europa apresenta duas partes nitidamente diferenciadas: a oriental, sólida e continental, e a ocidental, com numerosas penínsulas (Escandinávia, Jutlândia, Balcãs e penínsulas ibérica e itálica) e ilhas (Islândia, ilhas britânicas, Sicília, Creta, Córsega, Sardenha, Baleares e Malta).
A mais extensa massa de água que banha a Europa é o oceano Atlântico, que forma uma série de mares menores: na área setentrional, o Báltico e o do Norte; no sul, o Mediterrâneo e o Negro. Há também um mar interior, o Cáspio. As costas européias são as mais recortadas de todo o planeta. Muitos acidentes, como fiordes, estuários, baías e penínsulas, formam o litoral da Noruega, da Escócia, da Bretanha, da Galícia, da Grécia e da Dalmácia. Já os litorais russo, espanhol do Mediterrâneo e italiano são menos acidentados.
Fonte: Barsa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário