quinta-feira, 30 de junho de 2011

ÁFRICA

Desde a antiguidade a palavra África sempre se relacionou à idéia de uma terra quente e ensolarada, como parece sugerir sua origem etimológica: Sérvio Honorato, comentarista romano de Virgílio, levanta a possibilidade de que esse nome provenha do latim aprica, "ensolarado", ou do grego aphriké, "sem frio". Uma das principais características do "continente negro" é de fato o clima quente que predomina na maior parte de seu território, situado principalmente nas zonas tropicais e equatoriais.
Incluídas as ilhas litorâneas, a África tem uma superfície de 30.264.000km2, o que corresponde a cerca de um quinto das terras emersas do globo. O continente apresenta forma triangular e maciça, com costas retilíneas e estreitas e acentuada presença de planaltos e planícies. Limita-se ao norte com o mar Mediterrâneo; os golfos de Gabes (Tunísia) e Sirte (Líbia) e os cabos Espartel (Marrocos) e Bon (Tunísia) são os acidentes litorâneos mais importantes nessa zona. A leste, o canal de Suez, o mar Vermelho, o golfo de Aden e o oceano Índico assinalam o limite com o continente asiático; nesse litoral, retilíneo e rochoso em sua maior parte, destacam-se os cabos Guardafui (península da Somália) e Delgado (Moçambique). A costa atlântica, que se estende do cabo Espartel até o das Agulhas (extremo sul), apresenta ampla curva saliente em direção ao oeste, na parte setentrional, onde o cabo Verde (Senegal) marca o limite ocidental do continente; mais ao sul, o litoral se adentra em sentido contrário, formando o amplo golfo da Guiné, para continuar numa linha ligeiramente ondulada até o extremo meridional.
Os principais arquipélagos e ilhas pertencentes ao continente são, no oceano Índico, Madagascar (uma das maiores do mundo), as Mascarenhas (Reunião e Maurício), as Comores, as Seychelles, Zanzibar e Socotra; no Atlântico, a ilha da Madeira, as Canárias, Cabo Verde, Bioko, Príncipe, São Tomé, Ascensão, Santa Helena e Tristão da Cunha.
Fonte: Barsa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário