sexta-feira, 10 de junho de 2011

ACONCÁGUA

Ponto culminante das Américas, o Aconcágua, uma das mais altas montanhas do mundo, constitui atração nacional na Argentina e no Chile e é um dos alvos prediletos dos alpinistas.
O monte Aconcágua situa-se no noroeste da província de Mendoza, no sudoeste da Argentina, perto da fronteira do Chile. A encosta ocidental, exposta de modo constante a fortes ventos, não apresenta neves permanentes, que no entanto se encontram nas vertentes meridional e oriental. A altitude a partir da qual se supõe que existam neves permanentes é 4.800m. Em vários níveis do monte, diversos rios têm sua nascente.
A altitude do Aconcágua foi bastante discutida. Durante muito tempo se acreditou que superasse sete mil metros. No entanto, medições posteriores, feitas com métodos mais avançados, estabeleceram que o monte se eleva a 6.959m de altitude.
A encosta ocidental desce para a planície costeira do Chile, ao norte da capital, Santiago. Nessa região, o transporte terrestre entre os dois países se faz por uma rodovia e pela ferrovia Transandina, que seguem o passo de Uspallata, situado na encosta meridional, 3.852m acima do nível do mar. A ferrovia, cujo traçado se estende pelo vale do rio de Las Cuevas, liga Mendoza a Santa Rosa dos Alpes.
Nos períodos jurássico e cretáceo, a região onde hoje se ergue o Aconcágua esteve submersa. Sua parte mais baixa é formada por rochas e fósseis provenientes de sedimentação marinha ocorrida no jurássico superior e no cretáceo inferior. Durante esses dois períodos, os Andes passaram por uma intensa movimentação orogênica, um processo de levantamento que, acompanhado de erupções vulcânicas, prolongou-se até o terciário.
De fato, a parte mais elevada da região é composta de andesito, rocha vulcânica que resulta do derrame de lavas ocorrido no cretáceo superior. Embora não se tenha verificado atividade por um longo período, o Aconcágua é um vulcão, aliás dos mais altos do mundo.
O cume do Aconcágua foi alcançado pela primeira vez pelo suíço Matthias Zurbriggen, que, após uma tentativa fracassada em 1883, completou a escalada pela vertente norte em 1897. Pouco depois, ainda no mesmo ano, alcançou o cume a expedição de Edward Fitzgerald. Já a vertente sul, uma escarpada parede de acesso particularmente difícil, só foi conquistada em 1954, por uma expedição francesa que a escolheu para chegar ao cume.
Fonte: Barsa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário