quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

CRESCIMENTO POPULACIONAL

O crescimento demográfico não é o mesmo para todos países, em geral é bem maior nas áreas de fraca industrialização e grande população rural, e é bem menor nas áreas bastante industrializadas e de grande população urbana. Em outras palavras os países e as regiões mais desenvolvidas crescem populacionalmente bem menos que os subdesenvolvidos.
Países desenvolvidos - Predominam neste grupo de países baixas taxas de crescimento vegetativo, usualmente próximo a zero ou até mesmo negativo caso do continente europeu. A implicação econômica está na baixa capacidade de reposição populacional em diferentes faixas de idade.
Países subdesenvolvidos - Já neste grupo Predominam elevadas taxas de crescimento vegetativo com tendência a redução.
Causas da redução do crescimento vegetativo:
• Crescimento urbano: elevado custo (benefício da criação de filhos em áreas urbanas).
• Emancipação feminina, seguida das melhoras dos coeficientes educacionais.
• Casamentos tardios.
• Difusão dos contraceptivos.
 Características gerais e o contexto histórico das teorias demográficas
Teoria malthusiana - Malthus preveu um forte crescimento populacional que não seria acompanhado pelo aumento da produção de alimentos, segundo ele a produção de alimentos cresceria numa PA enquanto na realidade crescera numa PG, ele não poderia prever a tecnologia na agricultura pois estava em plena revolução industrial.
Teoria Neomalthusiana - Alarmista teoria contemporânea ao pós querra de base ideológica Capitalista.
Base teórica: as elevadas taxas de crescimento populacional de 3° mundo traz como reflexo e conseqüência o elevado grau de subdesenvolvimento econômico e a situação de miséria e fome.
Teoria da transição demográfica: Alguns estudiosos apresentaram esta teoria para explicar os fenômenos relativos ao crescimento populacional mundial: as taxas de crescimento vegetativo de alguns países desenvolvidos estavam muito baixas próximo a zero e nos não desenvolvidos havia uma clara tendência de crescimento acelerado, algo como explosão populacional.
Teoria Marxista: ideológica socialista Atribui forte pressão sobre os recursos naturais não renováveis se caso permaneça as elevadas taxas de crescimento populacional nos países subdesenvolvidos. Para tanto deve ser aplicado o conceito de desenvolvimento sustentável è a capacidade de crescimento econômico.
Características da estrutura etária nos países desenvolvidos e subdesenvolvidos. O que é transição demográfica e quais países se enquadram
A estrutura etária é um importante indicador do nível de desenvolvimento socioeconômico do país. Por exemplo:Estrutura etária com elevado predomínio de adultos e idosos é característica de países de maior desenvolvimento socioeconômico. Estrutura etária com predomínio de população jovem caracteriza países com menor desenvolvimento socioeconômico.
Países Desenvolvidos - A base da pirâmide é estreita sendo reflexo das baixas taxas de natalidade e fecundidade. O impacto econômico está na baixa reposição das faixas etárias. A parte intermediária é predominante, a população ativa também com tendência a redução, o ápice é ligeiramente largo, continuamente em expansão, sendo reflexo da elevada expectativa de vida.
Países subdesenvolvidos - Base larga sendo reflexo das elevadas taxas de natalidade, sendo determinante na prevalência de jovens. A parte intermediária tende a crescer em decorrência do envelhecimento dos jovens. Em muitos países ainda não é predominante o ápice estreito reflexo da baixa expectativa de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário